top of page

176ª CIRANDA CAPPAZ – 01/2024



01

ABERTURA

TEMA: FRATERNIDADE UNIVERSAL

SONETISTAS CAPPAZes

 

Se houver paz, haverá mais harmonia (Josias Alcântara)

e o ser humano mais feliz será, (Carlos Reinaldo)

unindo cada irmão no dia a dia, (Neneca Barbosa)

Fraternidade, e a paz sempre trará. (Joyce Lima Krischke)

 

Na unidade da paz, há sincronia, (Josias Alcântara)

os homens cantarão e a voz soará (Carlos Reinaldo)

em toda parte, e o belo da poesia (Lúcia de Fátima Silva)

traz esperança e a Terra mudará. (Neneca Barbosa)

 

O Bem renascerá em cada canto (Hélio Cabral)

e será mais florido pelo amor,  (Josias Alcântara)

não haverá mais sofrimento ou pranto. (Hélio Cabral)

 

Sermos fraternos faz bem, nos apraz (Neneca Barbosa)

enfim, eu vejo aqui grande valor: (Carlos Reinaldo)

Fraternidade Universal, CAPPAZ! (Joyce Lima Krischke)

 

PARTICIPANTES DA 176ª CIRANDA – CAPPAZ – FRATERNIDADE UNIVERSAL

 

Antônio Oliveira (Cardoso) (06)

Dido Oliveira (09)

Eda Bridi (11)

José Maria de Jesus Raimundo Silva (03)

Joyce Lima Krischke (10)

Lúcia Silva (12) ENCERRAMENTO

Lourdes Ramos (08)

Neneca Barbosa (04)

Odilon Machado Lourenço (02)

Roseleide Santana de Farias Silva (05)

Sandra Lúcia (07)

Sonetistas CAPPAZes (01) ABERTURA

 

02

ACHAMENTO DO AMOR

Odilon Machado

 

Foi num dia em que o sol nascia dentro da cabeça de um homem

 

Milhares foram os dedos apontando

 

Línguas de tantas sonoridades

 

Como águas marinhas afrontando o silêncio da costa

 

Paralisada, a Humanidade via o sol iluminando a galáxia

 

Mulheres cantavam a esperança da lua que ainda pequena vertia no mar

 

O mundo tinha sol e lua iluminando o amor

 

Um som em uníssono recitava paz.

 

Canoas, 3 de janeiro de 2024.

 

03

FRATERNIDADE UNIVERSAL

José Maria de Jesus Raimundo Silva

 

Seria ótimo...

Um abraço fraterno,

Unindo os povos da terra.

Com harmonia e uma união duradoura.

Iluminados pelo amor.

Frater (irmão) unidade hoje e sempre.

A paz reinaria no mundo,

Os ensinamentos de Jesus,

Estariam em nossos corações.

Não haveria guerra...

Ódio...

Insegurança...

Assassinatos...

Discórdia...

Mas sim FRATERNIDADE.

 

Varginha MG.

 

04

HUMANIDADE FRATERNA

Neneca Barbosa

 

Os momentos da vida são preciosos

para vivermos a fraternidade de forma intensa,

mesmo que os caminhos sejam sinuosos,

com fé, nossa liberdade será imensa.

 

A fraternidade é amor, união, alegria...

Sejamos, portanto, uma Família Universal,

onde haja paz, gratidão, harmonia,

sem muros, pois cada ser humano é igual.

 

Todos nós estamos na escola da vida,

construindo o nosso aprendizado,

onde se encontra cada página vivida,

que no nosso livro foi grafado.

 

Sabemos que é lenta, nossa evolução,

mas vamos trabalhar por um mundo melhor

sem guerra, abraçando cada irmão,

com a força do amor, dada pelo Criador!

 

João Pessoa/PB

 

05

FRATERNIDADE UNIVERSAL

Roseleide Farias

 

Falava o sábio Agostinho

Exercitar nossas virtudes

Pois a alma que fraqueja

Se perderá nos Caminhos

Perderá a luz, serenidade

E cairá na triste escuridão.

 

Não existirá amor maior

Se não olharmos o outro

Sentir dentro de si mesmo

A misericórdia e o perdão

E esquecer más lembranças

Diante o sofrer de um irmão.

 

A fraternidade é piedosa

É dar nossa colaboração

Compreender cada limites

Entender o nosso irmão

Saber perdoar à si e o outro

A humildade faz bem, traz iluminação.

 

Nem só conhecimentos

Acalmam e evolui nosso Ser

Enriquecendo cada um viver

Pois, as heranças passadas

Nas dores, mágoas, revoltas

Poderemos nos perder.

 

Só a Luz do amor e doação

As causas e os efeitos,

A cada ação uma reação,

Nos farão avançar no Tempo

E o mal poderá arrefecer

Em cada sofrido coração.

 

Cabedelo-PB

 

06

FRATERNIDADE

Antônio Oliveira (Cardoso)

 

O ano começa

Com Paz de Amor

Fraternidade e Bondade

Na Paz do Senhor

 

Vamos orar

Também compartilhar

Chuva de Paz

Fraternidade e Amor

 

Quando tratamos

As coisa com Fé

Felicidade e Carinho

Desabrocha o Amor

 

O mundo carente

De Paz e Amor

Vamos espalhar

Caridade e Bondade

 

Fraternidade Universal

Talhada no olhar

Divina Esperança

Na Paz mundial

 

01/2024

 

07

A NOVA ERA

Sandra Lúcia

 

Ainda podes... festejar o meu sorriso

Com o brilho do meu olhar,

Se eu não permitir que a tristeza

Desse caos de incertezas

Ofusque meus valores mais sublimes.

Ainda podes sentir o calor do meu corpo,

Mesmo sem abraços, sem afagos…

Quando nosso único contato

Ficar restrito a nossas indeléveis extremidades.

Ainda podes confiar em minha presença saudável

Fomos criados do mesmo barro

Que, em meio a tantos percalços,

Fere nossa mãe verdadeira.

Ainda podes sentir teu rugido de dor

Que maculou o frescor no aborto de incertezas…

Sim… ainda podes sentir

A presença maior do nosso Criador

Com Fé, Esperança e Caridade.

Ainda podes… criar um mundo melhor!

Sim! Ainda podes! Enquanto respirardes…

Ainda podes… Afastar-te do medo que te sufoca

Viver uma Nova Era de amor ao próximo.

Ainda podes… enquanto viveres… ainda podes!

 

08

A PAZ UNIVERSAL

Lourdes Ramos

 

Você me perguntou

Qual o melhor caminho

Para encontrar a paz

E nunca estar sozinho

 

E eu não quis contar

Somente por saber

Que você procurava

A paz particular

 

E agora está voltando

Cansado de vagar

E a paz que se perdeu

Só em Deus vai achar

 

Estenda a sua mão

Abrace cada irmão

E A PAZ UNIVERSAL

Vai se fazer presente

Em cada despertar

 

Viver assim é descobrir um céu azul

Eterno azul quando se encontra em nosso coração

 

Até o dia vem de mãos dadas com o amanhecer

E a maré jamais se encontre por vagar em vão!

 

 Em verdade lhe digo, que são apenas dois

 mandamentos:

Ame a Deus e ao próximo como a você mesmo!

 

09

FRATERNIDADE UNIVERSAL

Dido Oliveira

 

Muita gente não sabe que o dia 1 de janeiro é o dia da Fraternidade universal, e isso nos faz refletir bastante. Na verdade, a gente vem praticando isso durante o ano, principalmente em dezembro, se aproximando do Natal e final de ano. Presente trocados, presentes dados, doados... Na verdade, o maior presente é  a presença para aqueles que não têm ninguém, um abraço, um afago no coração ávido por um, por qualquer um que tenha amor, um sorriso sincero, eloquência no olhar que fala, sem palavras, direto sem rodeios, ao ouvido da alma, dessa alma de Deus no indivíduo fraterno.

Tempo de dizer te amo, como se fosse o pão que sacia a fome. Fraternidade, Fraternidade, o sol da vontade de amizade - "quem encontrou um amigo, encontrou um tesouro" - já dizia um padre amigo.

Fraternidade na idade da esperança, na confiança do homem que aparece no momento do céu na terra, oásis de Deus.

 

10

MOMENTO FRATERNIDADE

Joyce Lima Krischke

 

Tudo é silêncio junto à mata, agora.

Ao longe, apenas, o canto de passarinho.

Momento ímpar, levamo-nos para longe,

em pensamento de amor solidário.

Tempos de convulsão universal, nos dias de hoje.

 

Poucos veem os que convivem, mesmo estando lado a lado.

Poucos percebem o espetáculo da natureza- pôr do sol! 

Poucos oferecem a mão amiga, sem serem incitados a fazer.

Agora, afluem sensações de bons sentimentos,

num repente de aflora fraternidade sem espaço delimitado.

 

Pensamentos estão desprendidos do ego.

Sim, é hora da Ave Maria! O que poderemos fazer em favor

do outro habitante do universo?

Diante da imensidão do Universo, concluímos quanto somos pequenos!

Qual o porquê das vaidades, das meras ilusões da vida?

 

Hora de intensa meditação.

Sim, meditemos sobre a nossa condição de ser humano e,

nesta hora, concluiremos que nada somos, neste universo,

além de mais um habitante passageiro.

Afinal, o que poderemos fazer em favor do outro próximo de nós?

 

Sim. Poderemos confortar o próximo, com palavras, gestos e ações fraternas.

Sermos pacientes e enxugarmos as lagrimas dos que choram.

Enfim, muito há para ser feito dentro do contexto da fraternidade universal.

Seja a fraternidade universal não apenas um dia a ser comemorado.

Mas, a vivencia diuturna do puro amor – o amor fraterno.

 

Balneário Camboriú/ janeiro 2024

 

11

FRATERNIDADE UNIVERSAL

Eda Bridi

 

Os homens insanos das tantas guerras

Não querem a paz, o bem, a união

Lutam pelo domínio de povos e terras

E vão ferindo, destruindo a vida do irmão!

 

Não se comovem os homens da tirania

Com o olhar melancólico do ancião

Que há tanto tempo espera pela alegria

De jovens e crianças livres em sua nação!

 

Não se perturbam os homens das bombas ruidosas

que destroem campos e cidades.

Nem os homens das guerras silenciosas

que ferem a alma, o coração, com iniquidade!

 

Os homens das guerras não querem a união

Esquecem, abafam a interioridade humana,

Dão lugar à violência e à atrofia da comunhão

Das relações entre os povos. Ação insana!

 

Há outros tipos de guerra! No nosso cotidiano.

Da fome! Do frio! De cultura! De fé! De amor!

Da CAPPAZ emanam desejos franciscanos

De fraternidade universal para banir toda dor!

 

Sobradinho/RS – janeiro/2024

 

12

ENCERRAMENTO

FRATERNIDADE UNIVERSAL

Lúcia Silva

 

Um sorriso de felicidade,

Um brinde ao bem-viver,

Cheio de fraternidade,

Pleno de bem-querer!

 

176ª CIRANDA CAPPAZ – PARTE LIVRE

 

01 ABERTURA

PARADOXANDO EU.

Conceição

 

Eu já passei, amigo.

Nesta estrada com flores,

Foram-se os horrores.

 Agora sei onde piso.

Eu ex-errante,

No meu estômago vai ter mais que água da fonte,

 Já mais se esconderão de mim, o sol e a lua por trás do monte.

Tenho teto e uma cama aconchegante.

Embora reticente quanto às juras de amor,

Sou feliz, enfim.

Não mais sonho.

É real minha felicidade.

Vou viver essa realidade

sorvendo vinho

numa taça com o tim-tim

.

PARTICIPANTES

 

Conceição Ferreira (01)

Lúcia Silva (03)

Romário Filho (02)

 

02

PEGUEI O MEU BARCO

Romário Filho

 

Peguei o meu barco e comecei a navegar...

Naveguei por vários mares...

O primeiro mar por onde eu naveguei, foi o mar do Amor.

Naveguei no mar da Felicidade...

Naveguei no mar da Saudade...

Naveguei no mar dos Sonhos...

Naveguei no mar da Paixão...

Naveguei no mar da Alegria...

Naveguei no mar da Fantásia...

Naveguei no mar dos teus Pensamentos...

Naveguei no mar do teu Olhar...

Naveguei no mar do teu coração...

Naveguei no mar do teu corpo e fiz dele, o meu porto seguro.

 

23/01/2024

21:19:35

 

03

SILÊNCIO DA ALMA

Lúcia Silva

 

Do mundo caótico quis fugir

No alto da montanha se abrigar

Ver o sol nascer, a natureza florir

Deixar a alma silenciar

Para a voz de Deus ouvir.

54 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page