top of page

CIRANDA DE SETEMBRO/2021 – AMAZÔNIA BRASILEIRA



01 – ABERTURA

AMAZÔNIA- AMAZONAS MEU LUGAR

Cida Zanetti

(Psicoterapeuta – Escritora- Presidente Nacional ANACLA – Confreira CAPPAZ)


Nasci em dia chuvoso, próximo á data do natal.

O suor que aquece quase queima nossa pele,

Nos meses contínuos de A a Z,

Agora parece fresquinho com a chuva que passou.

Minha terra é assim... volumosa, toda no aumentativo.

Somos água em abundância, calor em abundancia

E quando chove, a água que desce do céu, lava a alma

E refresca o solo, subindo um vapor com cheiro típico de terra molhada.

Os animais da minha terra são exóticos e “metem” medo.

Peixes, temos os maiores. Tambaqui, Pirarucu...

Além dos menores, sardinha e pacú.

Todos deliciosos, comidos com um belo pirão.

Nossas frutas, as mais diversas. Pupunha e açaí, Graviola e cupuaçu.

No domingo cafés regionais, tapiocas, cuscuz e outras iguarias...

Finalizamos com um belo suco de taperebá.

Só sabe do que eu estou falando quem nasceu, ou passou por lá!

Minha gente é hospitaleira, inteligente e fagueira.

Gosta de uma conversa fiada, de sentar na “beira” da calçada

E sentir a brisa quente da noite chegar.

Saudade é a palavra que define Amazônia para mim.

Pois o Amazonas meu estado é seu maior representante

De rios e florestas dentro da própria cidade, de Manaus.

Quem ainda não conhece, não perca a oportunidade

E assim que puder, vá e coma um Jaraqui.


Pois dizem que quem lá come o peixe Jaraqui,

Dificilmente sairá dali.

Pois o “feitiço” das águas amazônicas

Nele está consagrado.


PARTICIPANTES DA 149ª CIRANDA – CAPPAZ – AMAZÔNIA BRASILEIRA – SETEMBRO 2021


1. Antônio Luiz Moreira de Oliveira (Cardoso) (08)

2. Antonio Zanetti Junior (03)

3. Celso Corrêa de Freitas (21) ENCERRAMENTO

4. Cida Zanetti (01) ABERTURA

5. Claudia Almeida (Negra Luz) (04)

6. Deomídio Macedo (06)

7. Dido Oliveira (17)

8. Eda Bridi (20)

9. Fátima Peixoto (15)

10. Fernando Alberto Salinas Couto (10)

11. Giba Peixoto (13)

12. Helder Roque (16)

13. José Maria de Jesus Raimundo Silva (09)

14. Joyce Lima Krischke (18)

15. Leonardo Andreh (12)

16. Neneca Barbosa (07)

17. Roseleide Santana de Farias (11)

18. Roseli Farias (19)

19. Roselia Bezerra (05)

20. Valmir Vilmar de Sousa (Vevê) (02)

21. Vânia Vinhas Cardoso (14)


02

AMAZONIA

Valmir Vilmar de Sousa (Vevê)


Tupã está triste

Amazônia, pulmão do nosso planeta

Pede socorro

A ganância do homem

Ignora a sua importância

Devastam nossa floresta

Em nome do desenvolvimento

Onde está sua sensibilidade,

Sem preocupar-se com a biodiversidade?

Amazônia fenece, pede uma prece

As máquinas ceifam a nossa flora e fauna

Os rios padecem em seus leitos

Os curumins choram no colo da Mãe d’agua

Uirapuru, que seu lindo canto

Inspirou tantos poetas

Continuará a nos ofertar tal inspiração?

A motosserra ceifa árvores centenárias

Os tratores rasgam a terra

Sangrando o solo sagrado

Em busca do pote de ouro

Tupã está triste...

Amazônia clama por piedade

Amor, paz e fraternidade


03

CHICO XAVIER NAS TERRAS AMAZÔNICAS

Antonio Zanetti Junior


A floresta está em festa.

Voam as araras e os colibris,

Entoa seu canto o uirapuru.

Corre a onça, faz festa o papagaio.

O verde se enfeita com mil cores, de flores e cocares.

Nas águas o movimento é igual.

Espreita o pirarucu, se agita o tambaqui.

O sol se enfeita nos lagos, refletindo-se nas igaras e tapiris.

Curumins e cunhantãs agitados, não se contentam em aguardar.

Vão á casa de farinha, correm junto ao igarapé.

Vai chegar o visitante.

Todos esperam ansiosos.

Pois nos seus olhos luminosos,

Também querem ver Jesus.


Chico Xavier, ao que se tem notícia, nunca esteve em terras amazônicas, nessa sua passagem terrena.

Mas, com certeza, se encantaria com a simplicidade do nosso povo ribeirinho reverberada em seu coração.

Poderemos imaginar o nosso Chico, tendo nos braços um moreno curumim.

Seu sorriso de alegria, brindando á todos, enquanto, mansamente conversando, também apreciava numa cuia, o tacacá.

Seu olhar de encantamento se espraiando sobre o rio, buscando, além dos barrancos e das areias, o verde da mata.

Certamente em silêncio, elevaria sua gratidão à Deus, sublime dispensador da vida.

Depois, à sombra de um jambeiro, reunindo seus irmãos, nos falaria do mestre, da sua doutrina de amor e do seu amor por Jesus.

Na sua despedida, deixaria o perfume da sua humildade e o exemplo do seu devotamento ao bem e à paz.


Sublime emissário, mensageiro do invisível, traduziria através da sua singeleza, toda a fraternidade, todo amor, todo desprendimento, toda tolerância, toda força, toda fé.


Chico Xavier, querido amigo.

Te saudamos, agradecidos pelos inestimáveis benefícios que herdamos do teu amor por Jesus, que se materializou no incansável amparo aos necessitados, nas obras literárias, nas inesquecíveis mensagens da imortalidade, nos testemunhos honrosos diante dos tribunais e da mídia.


Te saudamos na presença dos irmãos que se confraternizam nas Terras de Ajuricaba, nas Terras do Brasil e em todo o nosso globo, onde quer que exista um coração amoroso e cheio de paz.


Certamente continuarás conosco.


04

AMA

Cláudia Almeida (Negra Luz)


Ame.

Ama, quero você verde e viva não só pra mim!

Ama, entre minadouros, olhos d’água e fontes, vejo povos puros, inocentes, em risco de sucumbir!

Ama, em sua diversidade, importa a sua integridade. Precisa-se garantir!

Ama, há espécies de fauna e flora virando memória, anunciando o que está por vir.

Ama, seus rios estão morrendo ou sendo assoreados,

És nosso Pulmão, sendo contaminado,

E eu, que te amo,

Amazônia,

Vivo recitando versos,

Tentando anunciar ao Mundo

O que estão a fazer de ti,

Torcendo junto a outros amantes teus,

Para que reconheçam a sua importância,

Para que cuidem de ti.


05

INSÔNIA DO MUNDO

Roselia Bezerra


Mata virgem, sem dó desvirginada,

Estuprada pela ganância e poder,

Pulmão da humanidade com câncer,

Com pouca possibilidade de curada.


Mata atlântica, tristemente descortinada,

Razão do homem de mal querer,

Coração da floresta oxigenada,

Sem você, o mudo morre sem viver.


Mata tropical, salvação do mundo,

Biomas característicos, vários, sortidos,

Vegetação original, mata densa e fechada,

Semimorta pelo desmatamento e queimada.


Mata equatorial, sem escrúpulos, degradada,

Ecossistema degradado, arruinado,

Biodiversidade descomunal, sem igual,

Esperança de vida saudável, agradável.


06

AMAZÔNIA

Deomídio Macêdo


A floresta Amazônica é a região de maior biodiversidade do planeta, o maior bioma do Brasil, que abrange também, outros países, como o Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, S Uriname e França (Guiana Francesa). A maior floresta tropical do mundo, e também a maior bacia hidrográfica do planeta. A fauna é extremamente rica e conta com mais de 30 milhões de espécies. A flora da Amazônia é bastante diversificada. Os gritos das gigantes árvores, das ervas, dos arbustos, lianas e trepadeiras ecoam desesperados vibrando no fluido cósmico universal. A biodiversidade clama, chora, e ninguém escuta, ninguém crê, ninguém entende. A vida no planeta Terra depende da preservação que é indiscutivelmente essencial para que o equilíbrio seja mantido. A derrubada de árvores desenvolve um ambiente propício para o fogo. As mudanças climáticas já estão ocorrendo drasticamente. A devastação implica diversas alterações climáticas e compromete toda a biodiversidade, compromete nossas vidas. Os sinais estão chegando. Vamos ouvir o que a floresta tem a nos dizer.


07

AMAZÔNIA BRASILEIRA

Neneca Barbosa


Amazônia brasileira

Celeiro da Natureza,

Plena de muita riqueza

De gente forte e guerreira.

É também uma hospedeira

Dos que foram ancestrais

Com os seus mananciais,

De uma terra milenar,

Aqui tiveram seu lar

Pelas bênçãos divinais.


Pelo novo aventureiro:

“Índio”, assim, foi batizado

Pela mata é sustentado.

O seu povo é brasileiro

E também hospitaleiro.

Os mais velhos a ensinar

A ouvir, mais que falar.

Tem muita sabedoria,

E luta pela harmonia

Da paz perdida encontrar.


Chora, grita a Natureza

Para que seja entendida

Que ela precisa de Vida

Dar ao Planeta beleza.

Vivendo nessa tristeza

Também chora o coração,

Por ver a devastação

Do nosso amado Brasil.

No seu povo varonil,

Pulsa um grande coração.


08

AMAZÔNIA

Cardoso


Pulmão e verde Coração

Caprichoso e Garantido

Tem Boto e Vitória-Régia

Rio Negro e Solimões


Canta lindo Uirapuru

Na floresta Amazônica

O machado trepidante

E o garimpo incessante


Tudo isso é marcante

No bioma Amazônia

Pororoca Embocadura

Mata Flor e Igarapé


Seringueiro Chico Mendes

Peixe-Boi Pirarucu

Tamanduá Bicho-Preguiça

Castanheira e Jatobá

Os indígenas rapinados

Fauna e Flora dizimadas

Suas terras transformadas

Em currais de boiadas.


09

AMAZÔNIA

José Maria de Jesus Raimundo Silva


Floresta encantadora,

Rica em frutas,

Diversidade de pássaros e animais silvestres.

Boto e lendas.

Tem o festival de Parintins,

Onde desfilam Boi Garantido e Boi Caprichoso,

Levando a multidão ao delírio.

Danças Internacionais,

Artesanato Indígena.

Círio de Nazaré, manifestação de fé.

Um belo teatro em Manaus.

Solo rico em minério e petróleo.

Possui o maior rio do mundo em volume de água,

E um subterrâneo tão grande como o Amazonas.

Amazônia orgulho dos Brasileiros!


10

AMAZÔNICA BRASILEIRA

Fernando Alberto Salinas Couto


O futuro do globo terrestre

é alguma coisa imprevisível

que julgam ser catastrófica.

Para o mundo um fim triste

que só poderá ser evitável

pela nossa rica Amazônica.


Nossa Amazônica brasileira,

berço duma nova existência

que, em plena exuberância,

trará a gestação verdadeira,

pela ciência considerada

esperança duma nova vida...


11

PROTEGER A AMAZÔNIA

Roseleide Santana de Farias


Pulmão do mundo é a nossa Amazônia

Requer cuidados, utilizar com proteção

Onde suas terras, árvores e os nativos

Têm necessidade de apoio, orientação.

Embaraços existem, Paz, Bem, precisa

Gerando riquezas e com muito respeito

Em preservar as suas matas e oxigênio

Reflorestar, proteger índios, população.


Amemos o nosso Brasil e suas riquezas.


As nascentes, fontes, bem preservadas.

Manancial, belezas naturais, rica fauna

A medicinal flora, possante e magistral.

Zona de conflitos têm sido decorrentes

Onde má vigilância, ambição, invasões,

Negam os direitos ao desenvolvimento

Influencia ao tráfico, roubos, corrupção.

Amem, protejam, cuidem da Amazônia,


PATRIMÔNIO MUNDIAL NO BRASIL!


12

ÍNDIO NÃO É FERA

Leonardo Andreh


Índio não é fera

Índio não quer guerra Índio só quer terra para plantar

Índio não tem arma

Índio só tem flecha

pra se defender e pra caçar

minha roupa é tanga colar de miçanga

trago na cabeça um cocar

moro na maloca

planto mandioca

durmo numa rede ao luar

minha aldeia fica na floresta

pouca terra e água é o que me resta

índio só quer rio pra pescar

e os seus curumins alimentar

índio não é fera

índio não quer guerra índio só quer terra para plantar


13

RESPEITO É BOM E EU GOSTO

Giba Peixoto


No solo, em fincadas raízes acomodadas

Cressem verdejantes símbolo do nosso pavilhão

Milhões de espécies de animais catalogadas

Vivem nas matas e nos seus rios que se abraçam em união


O capitalismo explorando a pobreza, com visão na riqueza

Exporta para toda parte do mundo sem medir distância

Equatorial Tropical, és para nossa vida, a floresta realeza

Suas águas negras e claras, traduz luz e vida em abundância


Esse paraíso alimenta o mundo, com suas terras vivas e fértil, espalhando pelo espaço, sólidos movimentos de pulsação, tal qual os repetidos movimentos do nosso pulmão.


Respeitemos então, sua posição geográfica, os aborígenes, às incontáveis espécimes de animais e sua vasta vida vegetativa, para que todo planeta a torne símbolo de Amor, Paz e união.


14

AMAZÔNIA

Vânia Vinhas Cardoso


Arvores frondosas cortando as alturas,

Mananciais de águas tão puras,

Animais de rara beleza...

Zelamos por ti, Mãe Natureza!

Oxigênio para o pulmão da Terra,

Nos teus ares, a leveza se encerra

Iluminando e dando Vida aos filhos teus!

Amazônia: és um presente de Deus!


15

AMAZÔNIA

Fátima Peixoto – Cabedelo


A Amazônia é o coração do nosso Planeta,

Agoniza pedindo socorro,

Explorado, sofrido, bate lentamente,

Sem força para combater o egoísmo humano,

Clama pela conscientização humana,

Clama pelo desenvolvimento sustentável.

O que será das novas gerações?

Ar poluído,

Rios secando,

Animais sendo extintos,

Índios sendo massacrados, sendo expulsos das suas terras,

Florestas sendo desmatadas, queimadas.

Como será o nosso futuro?


16

AMAZÔNIA BRASILEIRA

Helder Roque


As tribos habitam no teu coração

Respeitam-te e veneram com adoração

Vivem em ti. em perfeita harmonia

Assim têm vivido a sua História


Rica na sua biodiversidade

Guardiã das mais belas paisagens

Da maravilhosa flora e fauna

Exemplo de pureza e liberdade


O rio Amazonas, por ti vai passando

Outros afluentes vão desaguando

Segues o caminho ziguezagueando

Até desaguar no oceano atlântico


Amazônia quem te viu e quem te vê

Provavelmente já não te reconhece

Embora ainda estejas conservada

Pelo homem, tens sido esventrada


Floresta que estás sendo devastada

As tuas riquezas estão sendo exploradas

Um dia todos nós vamos chorar

E depois…já não há volta a dar.


17

AMADA AMAZONIA

Dido Oliveira


Ei, amigo

Não pare no tempo

Mas pare um pouco pra pensar

A Amazônia, o pulmão do mundo

Nós temos que preservar


Êi, amigo

A todo momento

Temos que ficar alertas

Não queremos poluídos

Nossos rios, o ar, as florestas


Somos estrelas, estrelas da roda

A roda do tempo que gira e mostra

Que esse mundo é nosso, é de todos

É só cuidar da natureza


A Amazônia não quer suas florestas queimadas,

Degradadas, árvores arrancadas, serradas...

Mesmo resiliente, retornando sempre, revigorada,

Sorrindo seu oxigênio... Ela é como gente

Também cansa de tanto desmando, não entende a indiferença

Que pulsa no coração que deveria ser humano.


18

AMAZÔNIA BRASILEIRA

Joyce Lima Krischke


Terra das florestas mil... verdejantes!

Causa admiração aos viajantes.

Lá a natureza é diversificada.

Criação Divina no Brasil plantada!


Santuário de espécies animais.

Variedade de relíquias vegetais!

Tem árvores pra do alto olhar...

É pesquisa pra o mundo melhorar.


Amazônia... árvores e animais...

Ela é nossa! Destruí-la JAMAIS!

E tem seus visuais que a todos encantam!


Amazônia Brasileira é tão bonita!

É de uma variedade infinita...

E suas naturezas as Mãos de Deus plantam.


Camboriú/SC, 27/09/2021.


19

AMAZÔNIA BRASILEIRA

Roseli Farias


A-Amazônia, abundância

M-Milhares de rios atravessam tuas densas matas.

A-Amazônia, conjunto de eco sistemas.

Z-Zoologico abundante e biodiversidade de fauna e flora.

O-Onde a riqueza impera e é bela.

N-Natural patrimônio da humanidade.

I-Indígenas dentro de ti com 370 etnias

A-Amazônia, a maior bacia hidrográfica do mundo.


B-Bioma e conjunto de vida integrado.

R-Representa o pulmão do mundo com a dominante vegetação.

A-Amazônia, riqueza biológica, hidra e minerais.

S-Seu volume desagua no oceano atlântico com 175 milhões de litros por segundo.

I-Inundações periódicas, para renovar.

L-Linda, a maior bacia hidrográfica do planeta.


20

AMAZÔNIA BRASILEIRA

Eda Bridi


Lá, no coração do planeta

Na Linha do Equador

Na Amazônia

O pássaro cantador do sertão

O Uirapuru

Faz seresta

Pra cantar as maravilhas

Da floresta

Dos seringais,

Das palmeiras buritis

Da mata de igapós


Pra cantar as maravilhas

Da floresta

Onde macaquinhos gentis

Fazem acrobacias

Sobre galhos e cipós

E o tucano e a arara

Exibem plumagens e cores

De beleza rara


Pra cantar as maravilhas

Do Amazonas

Suas águas cristalinas

As lendas da Vitória-Régia

Do Boto Cor-de-Rosa

Da Mãe d’Água, a “Iara”


Pra cantar as maravilhas

Da cultura indígena

Sua história, sua arte, suas aldeias

E garantir fortaleza

No seu habitat.


O canto do Uirapuru é melodia

Que inspira harmonia

Entre o homem e a natureza

Na preservação da vida

No Planeta. Paz e Bem!


21 - ENCERRAMENTO

CHÃO DE EXTREMOS

Celso Corrêa de Freitas


I

Você tem o rosto da floresta.

E quando nele uma lágrima rola,

tomba uma castanheira na mata.

Deixando nua a selva.

Tamanha nudez causa-me revolta,

e o meu espírito angustiado,

chora por suas árvores mortas.

Dói quando aflora em mim a vontade,

de sentir nas suas veias,

o pulsar dos lagos e igarapés.

No adocicado dos seus seios,

o cheiro da relva nos campos.

Ver o seu corpo serpentear,

tal qual o leito dos rios amazônicos.


II


Você tem o olhar dos indígenas.

E quando neles outra lágrima aponta,

arde o jacarandá na clareira.

Deixando seu manto verde em cinzas.

E ali não se ouve mais,

o seu colo em festa...

Somente o som dos motosserras.

Em ti, Iara que me encanta,

repousa minha esperança,

de ter na próxima lua cheia,

o grito forte dos ribeirinhos!

Forjando a liberdade dos seus versos.

Para que eles, tal como os pássaros,

ganhem dos céus a imensidão.


III


Você tem do Norte a cor,

e da Amazônia o sabor.

Ingá, cupuaçu, açaí e tantas outras,

delicias que exalam de você,

perfumes que induzem ao prazer.

Nos meus delírios urbanos...

Construo através da poesia,

o tempo no qual meus passos,

encontra-se com os seus,

Nos remansos, nas cachoeiras e nos lençóis.

Que cobre de energia esse chão.

Onde você pisa, todos os seus dias.

Nesse momento, para você passar...

Eu! Nele estendo o meu coração


33 visualizações1 comentário

1 Comment


Vânia V. Cardoso
Vânia V. Cardoso
Dec 27, 2021

🌳🌲AMAZÔNIA: o perfume de suas árvores, plantas, flores e frutos perfuma toda a Terra! Foi delicioso passear por suas florestas dentro dos versos e textos dos Confrades da CAPPAZ! Obrigada!

Like
bottom of page