São Francisco do Sul.jpg
iratanfoto (1).jpg

Iratan Martins Curvello

Sobre

Nasceu em 16 de outubro de 1960 no município de São Francisco do Sul/SC. Filho de João Demétrio Curvello e Alaíde Izauro Curvello. É viúvo e pai de 04 (quatro) filhos, Willians, Flávia, Gabrielly e Isabelle e avô de Kayla e Cecília.

 

A partir de 24 de setembro de 1984 fixou residência em São José/SC em virtude de sua admissão como empregado público federal junto a antiga Companhia Brasileira de Alimentos – COBAL hoje nominada de Companhia Nacional de Abastecimento-CONAB, atualmente residindo em São José a 35 anos. É aposentado como empregado público federal pela Companhia Nacional de Abastecimento-CONAB, onde exerceu funções na área contábil, fiscal tributária e administrativa e foi um dos fundadores, roteirista e compôs o elenco do Grupo Teatral CONART constituído junto a empresa e que nasceu com o intuíto de socializar o grupo funcional, dedicando-se desde então, a fomentar a cultura no estado de Santa Catarina.

 

Atuou como diretor executivo, roteirista e compôs o elenco de poetas do “Espetáculo Lítero-Musical Cruz e Sousa Canto e Poesia” que foi apresentado no Teatro Álvaro de Carvalho - TAC em Florianópolis-SC nos anos de 2017 e 2018, declamando poesias de sua autoria, em homenagem ao poeta desterrense “João da Cruz e Sousa”. Já recebeu em dezembro/2014 o troféu de honra ao mérito do Grupo de Poetas Livres, por ocasião de sua participação no 10º concurso “Alzemiro Vieira” onde concorreu com a poesia “Ecos de Saudades. Participou em 17/03/2018 em São Paulo/SP, do 1º Concurso “Luiz Gama” Poesias realizado pelo Instituto João Cândido – Centro Cultural do Negro, onde declamou a poesia de sua lavra intitulada “Alma de Negro” . Participou do Concurso Nacional Novos Poetas da Vivara Editora Nacional – Sarau Brasil 2018 – Concurso Nacional Novos Poetas com a poesia “Vivente” onde foi classificado entre 2.614 poesias participantes, para estar na edição que conta apenas anualmente com 250 poesias selecionadas a nível nacional. Desenvolve um trabalho social voluntário como Instrutor Cultural junto ao Projeto Rolando a Bola, onde ministra aulas de Cidadania e Civismo e uma Oficina de Leitura e Iniciação à Construção Poética, direcionada a crianças de 08 à 16 anos de idade, junto a Associação de Moradores do Conjunto Habitacional Artur Mariano e Picadas do Sul - AMOCHAMP localizada no bairro Forquilhinhas em São José/SC. Em 27 de outubro de 2018 lançou sua primeira obra literária intitulada “Olhar Negro” tendo como tema central a História do Negro no Solo Brasileiro, dando ênfase aos mais de 350 anos da escravidão, abordando com profundidade as mazelas que ainda assolam a raça negra. Em 09 de novembro de 2018 assumiu como membro da Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina-ALBSC Seccional de Florianópolis, tomando assento na cadeira nº 30 tendo como patrono o imortal escritor Josefense Alzemiro Lídio Vieira, exercendo desde então a função de Mestre de Cerimonias daquela instituição.

 

Em 27 de março de 2019 é admitido no Grupo de Poetas Livres-GPL de Florianópolis. Em 13 de julho de 2019 é empossado como Membro Imortal Internacional da Federação Brasileira das Academias de Ciências, Letras e Artes - FEBACLA com sede em Niterói-RJ, sendo empossado na cadeira nº 10, cujo patrono é o pintor Espanhol Salvador Dalí. Ingressou como Membro Internacional da Association Cultive Internacional Culturel d’Art Littérature et Solidarité com sede em Genebra-Suíça, sendo empossado em cerimônia realizada em 13 de setembro de 2019 realizada no Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina – IHGSC em Florianópolis-SC, onde passou a desempenhar a função de correspondente da revista cultive para o estado de Santa Catarina, que é editada mensalmente pela entidade. Atualmente, está com uma obra no prelo para ser lançada, onde faz uma homenagem ao grande cidadão e poeta josefense “Alzemiro Lídio Vieira” falecido em 27 de outubro de 2013, ao qual intitulou “Nos Passos de Alzemiro” por ter o autor, se espelhado nele como um de seus mestres no campo literário. Iratan Martins Curvello é escritor, poeta, intérprete, Colunista Cultural do Jornal Fique Esperto e um fomentador da cultura e aos 59 anos de idade está cursando a 10ª fase do Curso de Direito da Faculdade Anhanguera em Picadas do Sul-São José, prestes a se tornar, também, um advogado.

 

Afilhado de Roseli Farias

Confrade Efetivo.

 

 

Meu Mestre

Iratan Martins Curvello

 

Não me importo que me chamem de louco

Por seguir teus passos neste mundo neutro

Meu eterno caminhar é seguir-te meu mestre

Querendo me encontrar com teus lindos versos

 

E abrir todas as portas do infinito

Como o arauto de um novo tempo

Onde ainda eu possa ouvir teu canto

Ecoando uma cantilena sem pranto

 

E pintar um novo mundo com sentimentos

Com as mesmas cores que usaste em vida

Quando tudo aqui tinha o teu belo sorriso

E o teu jeito simples de tratar os amigos

 

E como um louco sigo eu tão somente

Não sabendo onde esse destino vai dar

Mas tenho certeza que ele não é o fim

Mas, uma longa estrada, para eu caminhar

 

E neste mesmo palco da vida

Que um dia abriste teus braços

Possa eu encontrar um outro gesto

Para te dizer, muito obrigado meu mestre.