guabiruba-1280x720.jpg
JONAS KRISCHKE SEBASTIANY.webp

Jonas Krischke Sebastiany

Sobre

Jonas Krischke Sebastiany – Brusque/SC - Nascido em Sobradinho/RS e radicado em Brusque/SC desde 1997. Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Pós-graduado em Medicina do Trabalho pela UFRGS; MBA em Ergonomia; Diretor Corporativo da Rede Clínica Consulmed - Saúde Integral; ex-professor da UNIVALI (Itajaí) e UNIFEBE (Brusque). Perito designado da Justiça do Trabalho e Vara Cível; Ex-perito Credenciado do INSS.

Atuação em entidades representativas: CPV - Fundador-Presidente; FCVL-Fundador-Presidente; ABLA - Fundador-Presidente; ACIbr Jovem – Fundador-Diretor; ACIBr – Ex-conselheiro; ABM – Presidente e atual Diretor; ACM – Atual Diretor das Regionais.

Iniciou suas incursões poéticas aos 16 anos. Escreveu “Brincando de Democracia”, primeira experiência em prosa; “Espreitando, Extrema Mente” e “Comportas Sem Janelas”, todas em poesia, além de “Apontamentos de Anatomia e Fisiologia Humanas para o Técnico em Enfermagem”, livro didático. Participa das edições de 1 a 11 da Antologia Interfaces de Amor e Paz – CAPPAZ. É membro cofundador da CAPPAZ. Tem como principal vertente poética a sutil ironia dos poemas de Mário Quintana.

Dr. Jonas K. Sebastiany / Médico do Trabalho

CREMESC: 8.104/RQE: 16.992

Diretor-Técnico-Médico da Rede Clínica Consulmed

www.consulmed.med.br

Contato e-mail:consulmed.jks@terra.com.br

Site: www.consulmed.med.br

Foto de Capa: Nascer do Sol - Morro São José - Guabiruba/SC

 

CO-FUNDADOR DA CAPPAZ

MADRINHA JOYCE L KRISCHKE

 

 

O NOVO REACIONÁRIO NA PANDEMIA MORAL

 

Muitas palavras e conceitos vêm sendo customizados ou destituídos de seu valor semântico original para atender a interesses específicos, nem sempre muito éticos. Chamar alguém de reacionário sempre teve uma conotação pejorativa, e isso não se alterou essencialmente. A mudança está na intenção do xingamento!

Essa pandemia tem se prestado, entre outras coisas, para dar voz àqueles que sentem prazer em confundir e beneficiam-se em gerar ainda mais insegurança num panorama já suficientemente complexo. Nesse contexto, rotular qualquer um que discorde de suas posições como reacionário é um recurso medíocre de muitos, que nem mesmo conhecem a aplicabilidade deste vocábulo. Por definição etimológica, reacionário é o indivíduo antidemocrático que se opõe às mudanças políticas ou sociais.

Portanto, ter uma visão de costumes conservadora, não obrigatoriamente discriminatória ou tacanha, não guarda nenhuma relação com ser reacionário. Estamos vivenciando um ciclo natural de alternância de conceitos predominantes, com alguns valores tradicionais sendo resgatados e vozes oprimidas se fazendo escutar. Ao contrário do que se convencionou rotular, os ditos progressistas têm se provado muito mais intolerantes e antidemocráticos do que os pseudoconservadores, inclusive considerando como legítimos e justificáveis alguns estratagemas de censura e cerceamento de opinião.

Ressignificar algumas palavras e expressões idiomáticas é natural em línguas vivas e dinâmicas como nosso belo idioma, herdado da verve portuguesa. Apenas preocupa-me o oportunismo dos incautos mal-intencionados, que buscam ludibriar uma multidão de semianalfabetos, as grandes vítimas de uma doutrinação covarde perpetrada por mais de uma década, e que aprofundou ainda mais a ignorância (do verbo ignorar) dos mais humildes, construindo uma conveniente e conivente massa de manobra ideológica, com o mesquinho objetivo de perpetuação no poder de uma corja de decrépitos.

Resumindo, os verdadeiros reacionários são justamente os acusadores fundamentalistas que se apresentam como valorosos revolucionários, mas não passam de grandes cerceadores das liberdades e opressores de quem tem ousadia e petulância de a eles se opor.

Dr. Jonas K. Sebastiany / Médico do Trabalho

CREMESC: 8.104 / RQE: 16.992

Diretor-Técnico-Médico da Rede Clínica Consulmed

Site: www.consulmed.med.br

Jonas 1.webp
Jonas 2.webp